A partir deste sábado dia 17 (hojhe), a imunização também vai acontecer na UPA de Serra Sede, durante os finais de semanas e feriados.

Saúde da Serra avança na ampliação da vacinação em humanos contra a raiva. Neste sábado, dia 17 (hoje), a Saúde da Serra dá mais um passo em direção à ampliação dos locais de vacinação em humanos contra a raiva com a implantação do serviço na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Serra Sede, nos finais de […]

Por Adwalter Brunow

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
  • WhatsApp
  • Telegram
Rede Integrada de Segurança da Serra

a partir deste sabado dia 17 hojhe a imunizacao tambem vai acontecer na upa de serra sede durante os finais de semanas e feriados e1663605803381

Saúde da Serra avança na ampliação da vacinação em humanos contra a raiva.

Neste sábado, dia 17 (hoje), a Saúde da Serra dá mais um passo em direção à ampliação dos locais de vacinação em humanos contra a raiva com a implantação do serviço na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Serra Sede, nos finais de semanas e feriados. A previsão da equipe da Vigilância Epidemiológica municipal é de que até a primeira quinzena de outubro a vacinação também será ofertada na UPA de Castelândia.

Neste momento, a vacinação em humanos contra a raiva é realizada nas Unidades Regionais de Saúde, em dias e horários específicos, bem como na Unidade Básica de Saúde (UBS) de Jardim Tropical e na Unidade Pronto Atendimento (UPA) de Carapina.

Há alguns meses, com foco na ampliação e oferta do serviço cada vez mais perto do munícipe, a referência técnica da raiva e o Programa Municipal de Imunizações vem trabalhando na capacitação dos servidores e investindo em equipamentos para armazenamento da vacina.

Quando falamos em raiva, sobretudo quando ouvimos falar em ataque de animais, muitas dúvidas surgem. Entre as campeãs, estão:

Leia também:  Prefeitura realiza ação de saúde em Linhares

O que devemos fazer após um ataque?

Procurar a Unidade de Saúde (US) mais próxima para receber o atendimento antirrábico. Hoje, todas as Unidades Básicas (UBS) e Regionais de Saúde (URS) fazem esse atendimento.

Quais são os animais que mais transmitem a doença?

Os potencialmente transmissores da doença são cães, gatos, morcegos, além de outros mamíferos silvestres e domésticos de interesse econômico, como vaca, boi, cavalo.

Em todos os casos de ataques devemos ser vacinados?

Não. A vacinação acontece quando não houver possibilidade de observação do animal, no caso de cães e gatos, ou for agredido por morcegos, mamíferos silvestres e domésticos.

E o animal, o que acontece com ele?

Se o animal que for passível de observação, como cães e gatos, a equipe da Vigilância Ambiental em Saúde (VAS) irá à residência do animal agressor para proceder a observação “in loco”. Lembrando que é necessário que o agredido forneça o endereço completo do animal, com ponto de referência e se possível dois telefones de contato. O animal deve ser observados por 10 dias, devendo ser alimentados e hidratados normalmente.

Leia também:  4ª dose: Serra abre agendamento exclusivo para idosos nesta terça (22)

Caso o animal morra, as equipes da Vigilância Ambiental em Saúde deverão ser avisadas imediatamente, para a coleta do corpo. Se for o caso de desaparecimento do animal ou mesmo que ele passe a apresentar comportamento estranho, a recomendação é que o paciente retorne à Unidade de Saúde (US) onde foi atendido para que seja feita uma reavaliação do tratamento e dadas as devidas orientações.

Caso o animal seja doado, é preciso informar às equipes da Unidade de Saúde onde foi atendido o endereço atual do animal.

Além da vacina, há o soro. Em que circunstância é indicado? E como é administrado?

O soro é indicado nos casos em que houve lesão grave e não tem como observar o animal. No caso de agressões por morcegos, mamíferos silvestres e domésticos, as lesões devem ser avaliadas se será necessário vacina e soro. O soro é administrado ao redor da lesão, o que proporciona proteção local importante. Mas essa proteção é temporária, devendo o agredido completar o esquema vacinal indicado.

Acompanhem as agendas dos locais onde ocorre a vacinação humana contra a raiva, durante a semana, no município: – URS de Boa Vista: Quartas e sextas, das 8h às 11 horas, – URS de Feu Rosa: Terças e quintas, das 8h às 14 horas, – URS de Novo Horizonte: Terças e sextas, das 8h às 14 horas,- URS de Jacaraípe: Segundas e quartas, das 8h às 16 horas,  – URS de Serra Dourada: Segundas, terças e quartas, das 8h às 12 horas, – URS de Serra Sede: Segundas e quartas, das 8h às 16 horas, – UBS de Jardim Tropical: Segundas e sextas, das 8h às 11 horas e das 13h às 15h30; – Nos finais de semanas de feriados: – UPA de Carapina: Sábados, domingos e feriados, – UPA de Serra Sede: Sábados, domingos e feriados.

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
  • WhatsApp
  • Telegram

Possui dúvidas sobre o site, critícas ou sugestões? Fale conosco!

Patrocinado

Pesquise em Notícias

Se você não encontrou o que busca em, tente fazer uma pesquisa abaixo.