A virada de Erick Musso

Muitos argumentaram que a mudança na chapa do partido Republicanos, que escolheu Erick Musso para o senado e não Sérgio Meneguelli, entregaria o cargo nas mãos de Magno Malta. A nova pesquisa que mostra Erick com 11.35% das intenções de voto revela o contrário. Tabela de conteúdoA novela de MeneguelliO fator Musso A novela de […]

Por Erik Zannon

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
  • WhatsApp
  • Telegram
Rede Integrada de Segurança da Serra

Muitos argumentaram que a mudança na chapa do partido Republicanos, que escolheu Erick Musso para o senado e não Sérgio Meneguelli, entregaria o cargo nas mãos de Magno Malta. A nova pesquisa que mostra Erick com 11.35% das intenções de voto revela o contrário.

Erick Musso, presidente da ALES

Foto: Assembleia Legislativa do Espírito Santo

A novela de Meneguelli

Quando Sérgio Meneguelli decidiu que não procuraria a reeleição à prefeitura de Colatina em 2020, angariou ainda mais público, mantendo sua popularidade através das redes sociais e conquistando a imagem de bom moço. Na época, após se encontrar com Jair Bolsonaro, fez mistério sobre seu futuro na política.

Apesar de ter estado bem colocado nas pesquisas ao senado, muitas vezes na liderança — o que fez com que desistisse dos planos de buscar uma cadeira na Assembleia Legislativa  —, a relação começou a esfriar quando em uma entrevista Meneguelli disse que o conservadorismo de seu partido era apenas um slogan e que, ele mesmo, nada tinha de conservador. Nessa mesma matéria explosiva, Sérgio critica um dos maiores líderes do Republicanos, Crivella, diz que a bancada evangélica — que segundo ele divide o cristianismo — sequer deveria existir em um Estado laico, que não usaria o nome de Deus em vão na sua campanha e se mantém neutro diante de Bolsonaro, com muitas críticas. O ex-prefeito também afirma que estaria aberto a debater a legalização da maconha e do aborto e se põe como favorável ao casamento gay.

Essas declarações obviamente trouxeram um clima amargo no diretório capixaba e nacional do partido, onde a candidatura que outrora era vista como um estrelato, foi trocada em nome do presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso, apesar dos apelos de Sérgio em suas redes.

Veja também:  O significado da candidatura de Rigoni ao Governo do Espírito Santo

O fator Musso

A pré-campanha ao senado começou amarga para Erick, que detinha apenas 4% das intenções de voto, ficando atrás do desconhecido Carone do nanico Agir. Porém, como um dos maiores articuladores políticos brasileiros — goste ou não dele — Zé Dirceu sempre diz “A eleição é decidida na campanha”.

Musso fez o trabalho de casa e reuniu uma grande coligação. Anunciou a desistência ao Palácio Anchieta na sede do União Brasil, ao lado de Felipe Rigoni, que seguia o mesmo caminho, noticiando que o partido com mais dinheiro e tempo de TV estará ao lado de Musso para o senado, enquanto Felipe concorrerá para a reeleição como deputado federal. O deputado estadual também trouxe o PSC e o Patriota para sua coligação.

As alianças são somadas a uma plataforma que agrada à direita e ao centro, por não ser extrema como a de Magno Malta, e a aderência de Erick nas redes sociais, conseguindo o apoio de grandes páginas como a Direita Sensata.

Esses fatores, que podemos reunir no ‘Fator Musso’ fez com que o outrora desacreditado pelos analistas conquistasse 11.35% na LEIA PESQUISA, colando em Rose de Freitas que fica com uma parcela de 19.20% e não tão distante de Malta que lidera, mas apenas com 27.75% dessa vez.

Outra questão a favor de Erick é que Rose e Magno são figuras muito conhecidas, porém também muito desgastadas. Já Musso consegue trazer o sabor de novidade e até mesmo de experiência, tendo ocupado a presidência da casa legislativa.

O jovem político tema dessa coluna cresceu 7% em apenas 10 dias de campanha, o que prova, junto a todos fatos citados, que nesses 30 dias restantes uma virada de Erick Musso é possível.

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
  • WhatsApp
  • Telegram

Possui dúvidas sobre o site, critícas ou sugestões? Fale conosco!

Patrocinado

Pesquise em Colunas

Se você não encontrou o que busca em, tente fazer uma pesquisa abaixo.