Proposta de Majeski inclui pessoas com visão monocular na isenção de IPVA

Já está tramitando na Assembleia Legislativa (Ales) o Projeto de Lei número 426/2022, Já está tramitando na Assembleia Legislativa (Ales) o Projeto de Lei número 426/2022, de autoria do deputado Sergio Majeski (PSDB), para atualizar a legislação e incluir as pessoas com visão monocular na isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), […]

Por Adwalter Brunow

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
  • WhatsApp
  • Telegram
Rede Integrada de Segurança da Serra

proposta de majeski inclui pessoas com visao monocular na isencao de ipva

Já está tramitando na Assembleia Legislativa (Ales) o Projeto de Lei número 426/2022,

Já está tramitando na Assembleia Legislativa (Ales) o Projeto de Lei número 426/2022, de autoria do deputado Sergio Majeski (PSDB), para atualizar a legislação e incluir as pessoas com visão monocular na isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), como já acontece com pessoas com deficiência e autistas, por exemplo.

Desde março de 2021, lei federal classifica a condição como deficiência sensorial do tipo visual para todos os efeitos legais, entretanto a legislação capixaba ainda não a reconhece como uma das beneficiadas para não pagamento do imposto.

“Pela Frente Parlamentar de Apoio à Inclusão, à Acessibilidade e à Cidadania das Pessoas com Deficiência recebemos muitas demandas e promovemos encaminhamentos importantes. Nosso trabalho pela inclusão é constante. Promovemos mudanças na legislação e sempre direcionamos recursos às instituições que prestam serviços à pessoa com deficiência”, destaca Majeski.

Outro projeto de Majeski que está em tramitação é o que amplia a quantidade de poltronas disponíveis à gratuidade para pessoas com deficiência no transporte coletivo intermunicipal.

Leia também:  Nós somos contra qualquer tipo de censura”, diz Neucimar Fraga ao defender Daniel Silveira março 30, 2022 Em ação

Recentemente foram aprovados e viraram leis os projetos de Majeski que asseguram que idosos e pessoas com deficiência com direito à gratuidade no transporte intermunicipal possam reservar assentos pelos mesmos canais que as empresas de ônibus já utilizam para vender passagens, como telefone e internet, por exemplo, e o que estabelece que as empresas instalem nos terminais, postos de venda e no interior dos ônibus cartazes ou placas informando o benefício da gratuidade na passagem intermunicipal.

Arquivamento de projeto sem justificativa legal

Mesmo com a Lei Federal n° 14.126/2021 em vigor, em setembro do ano passado a maioria dos deputados estaduais votou pelo arquivamento do Projeto de Lei Complementar (PLC) número 18/2018, do deputado Sergio Majeski, que garantia gratuidade às pessoas com visão monocular no transporte coletivo do Sistema Transcol. A decisão causou estranheza, já que o PLC havia recebido pareceres de constitucionalidade das Comissões de Justiça e de Saúde da Ales.

A não concessão do benefício está em desconformidade com a legislação federal, que classifica a visão monocular como deficiência sensorial, equiparando às demais condições.

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
  • WhatsApp
  • Telegram

Possui dúvidas sobre o site, critícas ou sugestões? Fale conosco!

Patrocinado

Pesquise em Notícias

Se você não encontrou o que busca em, tente fazer uma pesquisa abaixo.