Prefeitura de Vitória nomeia mais 200 professores concursados para atuarem na educação

Os profissionais estão sendo convocados para suprir postos vagos na rede municipal de ensino, devido a aposentadorias ou saídas por motivos diversos de profissionais efetivos da rede

Por Redação Jornal da Serra

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
  • WhatsApp
  • Telegram

A Prefeitura de Vitória (PMV) nomeou mais 200 profissionais para atuar nas unidades de ensino de Vitória. São professores da Educação Infantil, anos iniciais do Ensino Fundamental, Língua Inglesa, Arte, Educação Física, dinamizadores de Arte e Educação Física, além de coordenador de turno e pedagogo.

A lista dos nomeados está disponível no Diário Oficial desta segunda-feira (28), e pode ser acessada aqui. A expectativa é que, cumprindo os trâmites legais, eles estejam atuando nas escolas na primeira quinzena de maio.

“Temos um compromisso com a educação pública de qualidade, finalizamos a semana passada com uma importante notícia para a semana de Vitória. Autorizamos o início das obras da Emef São Vicente de Paulo, um investimento de mais de R$17 milhões, com recursos próprios. E já na manhã desta segunda-feira, estamos nomeando mais 200 profissionais efetivos que irão atuar nas unidades de ensino, trazendo ainda mais qualidade na aprendizagem de nossas crianças e estudantes”, disse o prefeito Lorenzo Pazolini.

Os profissionais estão sendo convocados para suprir postos vagos na rede municipal de ensino, devido a aposentadorias ou saídas por motivos diversos de profissionais efetivos da rede. Atualmente, dos 4.514 profissionais do magistério de Vitória, 3.395 são efetivos.

Leia também:  Educação Física: Senado aprova parecer de Rose a projeto do Governo que regulamenta a profissão.

“O professor efetivo representa a continuidade pedagógica. Sabemos que ter profissionais que desenvolvem trabalhos de longo prazo na escola repercute positivamente na aprendizagem dos nossos estudantes. Além disso, temos formações e capacitações contínuas que qualificam ainda mais o processo de ensino-aprendizagem. Esse é mais um passo importante dentro do nosso compromisso com a educação pública de qualidade”, explicou a secretária de Educação, Juliana Rohsner.

A Secretaria de Educação optou por chamar esse grupo de profissionais, pois são cargos com mais possibilidades de atuação dentro da nova organização curricular comum, instituída a partir de 2022.

Navegue pelo conteúdo:

Responsabilidade fiscal

O secretário de Gestão e Planejamento de Vitória, Regis Mattos, destacou a responsabilidade fiscal que foi adotada na gestão do prefeito Lorenzo Pazolini.

“É sempre importante a gente lembrar o que tornou isso possível, todo o ajuste que foi feito desde o nosso primeiro dia de gestão, que tornou possível todo esse volume de investimentos. É um investimento expressivo, importante para o futuro da educação de Vitória. Esse trabalho com planejamento, de forma organizada, com transparência e diálogo, que nos permite dar esses passos fundamentais para que Vitória ocupe o espaço que merece na qualidade da educação”, destacou.

Leia também:  Prefeito Bruno Marianelli recebe visita de estudantes e participa de trabalho interdisciplinar de Português e Matemática.

Diante da homologação do resultado final do concurso público, o município de Vitória realizou a nomeação de 549 candidatos. É importante destacar que a PMV já nomeou 377 candidatos a mais que o quadro de vagas estabelecido no edital, que previa o chamamento de 172 profissionais.

“São investimentos robustos que estamos fazendo na educação de Vitória. Certamente, são profissionais que irão se somar aos que já temos no município, e qualificar ainda mais o quadro de professores da rede municipal de ensino. É mais um passo seguro da gestão na reestruturação da educação na nossa capital”, disse o secretário de Desenvolvimento da Cidade e Habitação e secretário interino de Governo, Marcelo de Oliveira.

Os cargos

Os 200 profissionais nomeados serão assim distribuídos:

  • 57 professores de Educação Infantil;
  • 50 professores de Anos iniciais do Ensino Fundamental;
  • 20 professores de Língua Inglesa;
  • 20 pedagogos;
  • 8 professores de Arte;
  • 12 professores de Educação Física;
  • 11 dinamizadores de Arte;
  • 10 dinamizadores de Educação Física;
  • 12 coordenadores de turno.
Leia também:  Capes cria grupo de trabalho para promover mulheres no meio acadêmico

Por Brunella França, com edição de Andreza Lopes

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
  • WhatsApp
  • Telegram

Possui dúvidas sobre o site, critícas ou sugestões? Fale conosco!

Patrocinado

Pesquise em Notícias

Se você não encontrou o que busca em, tente fazer uma pesquisa abaixo.