Administração Guerino Balestrassi: 18 meses de caos administrativo.

Quando a maioria da classe política acreditava em “novos tempos” para Colatina, com uma administração revolucionária (igual fez no passado) e dinâmica, o governo do prefeito Guerino Balestrassi (PSC) está marcado pelo caos administrativo, morosidade nos atos e inércia nas ações. Decepcionante foi este início de governo e passados 18 meses, não existe nada de […]

Por Adwalter Brunow

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
  • WhatsApp
  • Telegram

administracao guerino balestrassi 18 meses de caos administrativo

Quando a maioria da classe política acreditava em “novos tempos” para Colatina, com uma administração revolucionária (igual fez no passado) e dinâmica, o governo do prefeito Guerino Balestrassi (PSC) está marcado pelo caos administrativo, morosidade nos atos e inércia nas ações.

Decepcionante foi este início de governo e passados 18 meses, não existe nada de positivo para ser comemorado. Isto apesar do ex-prefeito Sérgio Meneguelli ter deixado a situação financeira da prefeitura em ótimo estado, com cerca de 100 milhões em caixa, segundo foi divulgado na virada do ano.

“A gente acreditava muito no Guerino, pois foi um bom prefeito em seu primeiro mandato. No segundo “meteu os pés pelas mãos”, administrou junto com o PT, e todos sabem a tragédia que aconteceu. Mesmo assim demos um voto de crédito e o elegemos para este terceiro mandato. Agora não temos como voltar atrás. Colatina dá muito azar com seus administradores. Teremos quatro anos de fracasso”. Este é o desabafo de um vereador, que não quis ser identificado, mostrando toda sua raiva com relação ao governo de Balestrassi.

Leia também:  Feira de Adoção de Cães e Gatos no próximo sábado (26) no Shopping Moxuara em Cariacica

Primeira dama

Não se discute a maneira educada e cortes com que a primeira dama se comunica com as pessoas. O que está em debate é o fato dela ter assumido as funções do prefeito, e como chefe de gabinete, vem governando a cidade. O comentário entre os assessores do prefeito, é que ele está focado em grandes projetos, deixando as questões simples para a primeira dama Mara de Oliveira resolver.

Ao deixar a questão doméstica para a primeira dama, o prefeito está “dando um tiro no pé” pois está fugindo das responsabilidades para as quais foi eleito. Atitude própria de políticos que após as eleições fogem do povo, se afastam dos eleitores, e passam a ver com desdém os problemas do dia-a-dia da cidade.

Lua de mel com o PT

Embora não seja filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), a população de Colatina conhece o “caso de amor” que une Guerino ao PT. Em seu segundo governo, tinha como vice prefeito o petista Leonardo Deptuslki, que aliás, era quem administrativa a cidade, mostrando a conhecida incompetência desta agremiação partidária.

Leia também:  EDP investe em melhorias no fornecimento de energia elétrica em Guarapari

Com o apoio de Balestrassi Leonardo foi eleito posteriormente prefeito da cidade, fazendo uma das piores administrações que se tem notícia, chegando ao ponto do envolvimento da primeira dama, Julia Deptuslki com desvio de dinheiro da Prefeitura.

Para mostrar que sempre teve “um pé no PT”, um dos primeiros atos do prefeito Guerino Balestrassi na atual administração foi nomear o ex-vereador e ex-deputado Genivaldo Lievore como diretor do Sanear, uma autarquia municipal. Genivaldo, muito conhecido na cidade e diga-se de passagem, um político que nunca se envolveu em casos de corrupção, é filiado ao

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
  • WhatsApp
  • Telegram

Possui dúvidas sobre o site, critícas ou sugestões? Fale conosco!

Patrocinado

Pesquise em Notícias

Se você não encontrou o que busca em, tente fazer uma pesquisa abaixo.